quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

Espetáculo, nossa própria tragédia.

Bem, passado  o olho do furacão, o boom da notícia, não há como não comentar sobre o ocorrido em Santa Maria. Uma tragédia. Entretanto, não cabe neste espaço debater o que todos os jornais e programas de televisão já debateram com exaustão: de quem foi a culpa, o que poderia ter sido feito... Nada disso adianta mais. É claro que os responsáveis devem ser identificados e punidos e os erros consertados para não mais serem repetidos. Mas o que me chamou a atenção foi como a  mídia lidou com a tragédia, ou melhor, de como sempre lidam com tragédias.
   Fiquei sabendo do incêndio pela GLOBO NEWS, que ficou o dia todo cobrindo a tragédia, no início não imaginei que seria algo com tamanha repercussão, mas as horas foram passando e o assunto era o mesmo. A semana começou e o assunto não mudava. Sempre a mesma coisa.  "Morre mais uma vítima da tragédia  de Santa Maria.", "Número de vítimas sobe." e repetidamente essas foram as principais manchetes da semana. Espetáculo. Essa é a palavra. A tragédia foi transformada num espetáculo para as emissoras. O mais bizarro é que o público gosta deste espetáculo " Jornal Nacional bate recorde de audiência.". As emissoras buscam desenfreadamente audiência e o público gosta de ver tragédias.
  Na última semana tive uma boa conversa sobre este assunto com minha dentista. Chegamos a conclusão de que muitas pessoas sentem-se confortadas pelo simples fato de não estarem ligadas a tragédia. As pessoas veem as tragédias como uma maneira bizarra de saber que estão bem, que há pessoas em pior situação e isso as conforta. Bizarro, mas verdade. As TVs só levam a público aquilo que gera público. 
O mau gosto do espetáculo.
Agora as manchetes dão lugar ao carnaval e a renuncia de Bento XVI e seguindo a onda das redes sociais as notícias estão cada vez mais parecidas com memes.Aparecem, explodem, geram repercussão e com a mesma velocidade que surgem somem sem dar explicações.
Esta charge é bem mais oportuna a ocasião.


3 comentários:

  1. Concordo,às vezes chego a desconfiar que eles que causam as tragédias,risos.Mas,aquela parte que se fala que às pessoas se sentem mais confortáveis quando sabem que alguém está em situação pior que a sua,é de berço,pelo menos aqui no Brasil.Pensa bem,quantas vezes você já ouviu: você tá reclamando que hoje só tem bife,imagina as crianças lá África blá blá blá.É quase natural do ser humano.
    Sou novo neste mundo de blogs,se quiser,dá uma passadinha no meu,tô começando ;)

    ResponderExcluir
  2. Agradeço pelo comentário e quero sim ver o seu blog ! Deixe o link !

    ResponderExcluir